Sou colecionadora de meias confessa. Desde quando comecei a trabalhar e ganhar meu próprio dindim, ia sempre na Liberdade (bairro oriental de SP) pra comprar meias fofinhas –  quem conhece a “Liba” sabe que lá se encontra de tudo: roupas, objetos, comida, trecos, itens de papelaria (amoooo!), tudo fofo e diferente. Me lembro que a primeira vez que vi aquelas meias de dedinhos foi lá. Hoje temos a internet e o tio Alie (Aliexpress), né? rsrs

A maioria das minhas meias são coloridonas, desenhadas, diferentonas, mas normalmente as uso em casa, pra curtir mesmo, como peça do “uniforme preguiça”, o melhor para ficar no sofá assistindo filmes e séries. Além disso, tenho certo pavor de dormir com os “pés pelados” no friozinho.
Mas digo que isso já está mudando! Óóó 👁hahahahahhaha

Meias = AMO/SOU

Não dá pra negar que ultimamente tem uma galera colocando os meiões pra jogo em looks casuais. Isso graças às últimas semanas de moda (a la Dancin’ Days – veja as fotos a seguir) e principalmente à cultura sneaker, cada vez mais forte aqui no Brasil (aleluia!). Preciso dizer que estou adoraaando a brincadeira? ❤️

Mary Katrantzou​ | Missoni | Gucci | ​Tommy ​H​ilfiger. Não, você não está vendo os pés da vovó.

Além disso, com a chegada das estações mais frias do ano, é fácil-fácil usar meias além da área de treinos. E é claro que elas não precisam necessariamente atuar como as coadjuvantes sem graça! Estamos na era do conforto e de buscar o estilo próprio. Se você curte, pra quê deixar passar? Bora colocar essas meias pra jogo, mana!  A vida é curta pra gente andar basicona demais.

E aí, vai aderir? Então olha o que achei zanzando pela internet. 😉

* Valor Correspondente a quantidade de 3 meias ** Valor Correspondente a quantidade de 1 meia

1. Meia Stance Hide
2. Meia Vans Shinner Sock 7-10
3. Meias Adidas Stella McCartney Sport Knee
4. Meia Metalizada FARM
5. Meia de Skate Nike SB Berlin Graphic Crew
6. Meia ASICS Heather Quarter
7. Meia cano soquete bigodinhos Inverness
8. Meia Stance X Rihanna Lotus
9. Meia Unicorn – Enjoy Meias
10. Meia Stance Gentry

Me conta, você faz a linha das que usam meias diferentonas ou é da turma “meia só para proteger o pé”?

erica

36 anos, de São Paulo, gestora de moda. Filha de pai japonês e mãe nordestina (Pi), é paulistana de nascença, mas já morou em Manaus,...

>> Veja mais posts dessa autora

Essa poderia ser chamada de semana zen no Acordei Disposta, hahahaha. Segunda-feira teve post sobre meditação e hoje estamos falando sobre a Vinyasa Yoga. É muita “zenzisse” para um canal só 😀

Brincadeiras à parte, a ideia é essa: trazer sempre posts e vídeos sobre atividades físicas para que vocês possa escolher a que mais se encaixam para vocês. Lembram do primeiro vídeo do nosso canal? Queremos que vocês saiam do sofá, não importa a prática que irão fazer 😉

Mas o que é a Vinyasa Yoga?

É um método que pode se descrever mais popularmente como: a sequência de movimentos coordenados com a respiração que ligam uma postura a outra para criar um fluxo contínuo.

A sua prática incorpora posturas (asanas) que criam uma meditação em movimento, e meditação estática no final da aula/concentração/relaxamento (dharana e dhyana).

No vídeo a Andreia fala um pouco mais sobre a prática, mostramos alguns movimentos e ao final eu conto o que achei da aula. O vídeo ficou bem legal e nele consigo perceber visualmente como estou sem flexibilidade 🙁

Espero que gostem <3

 

juliana

35 anos, Paulistana de coração há 14 anos. Analista Financeiro, mãe de 2 lindezas. Já treinou Vôlei, Tae Kwon Do, tentou natação, judô, tem a...

>> Veja mais posts dessa autora

Nós recebemos um presskit da Betaplast no ano passado com alguns tipos de curativos da marca e alguns mimos. Eu quis usar o curativo no modelo “corte e use”, na época, comentei com Carô e Eri que tinha achado interessante para usar com a Rafaela e a Rebeca.

O produto ficou no meu armário por longos meses até que eu tive a oportunidade de usar e testar esse ano e resolvi contar pra vocês o que achei sobre o produto 🙂

o que a marca diz

Betaplast H Corte e Use é um curativo indicado para a proteção de cortes e pequenos ferimentos, com tecnologia hidrocolóide que absorve a secreção e promove o ambiente ideal para a cicatrização, além de aliviar a inflamação e a vermelhidão, minimizando a formação de cicatriz. Discreto e especialmente desenvolvido para proporcionar cuidado máximo com cortes e pequenos ferimentos. Tem ótima aderência, não sai do lugar e é resistente a água. Fácil aplicação e não adere à ferida.

Betaplast H Corte e Use absorve a secreção e promove o ambiente ideal para a cicatrização através de sua tecnologia hidrocolóide avançada. Discreto e especialmente desenvolvido para proporcionar cuidado máximo com cortes e pequenos ferimentos. Tem ótima aderência, não sai do lugar e é resistente a água. Além disso, Betaplast H Corte e Use alivia a inflamação e a vermelhidão, além de minimizar a formação de cicatriz. Fácil aplicação e não adere à ferida. Por isso, não provoca dor e não machuca a pele durante a troca do curativo. Pode ser cortado em qualquer tamanho e adaptado ao machucado, formando uma barreira de proteção contra água, sujeira e bactérias. Tecnologia usada em hospitais. Proporciona uma capacidade de absorção excepcional.

Composição: Película de poliuretano com camada hidrocolóide.

Advertências e Precauções:

• Pare de usar se ocorrer vermelhidão ou sensibilidade no local;
• Não utilize se a embalagem estiver aberta ou danificada;
• Produto de uso único, não reutilizar.

minha experiência com o produto

Tive a oportunidade de usar o produto 2 vezes: uma quando fiz um corte feio no dedo com uma faca e recentemente para proteger uma bolha que a meia fez no meu calcanhar e estava incomodando quando eu colocava o tênis.

Coloquei no meu dedo no mesmo dia que fiz o corte com a faca. Foi um corte muito profundo, que sangrou muito e que estava doendo muito. Coloquei o curativo e deixei por uns 3 dias, sem fazer a troca. Depois desse período achei melhor trocar o curativo e sofri horrores na hora de removê-lo, o curativo grudou no meu dedo de tal forma que na hora de retirar ele abriu mais o ferimento, pois arrancou uma parte da pele cortada que ainda não tinha aderido novamente ao dedo (manjam corte de faca como fica? Que deixa uma pele solta? Era isso, mas em um tamanho grande e em um corte profundo). Doeu muito! Na época achei que o problema era por conta do formato do corte.

Essa semana usei no meu calo. Coloquei em um dia e retirei no outro. A pior coisa que fiz na vida. Na hora de retirar o curativo, novamente estava com bastante aderência na pele e quando puxei ele arrancou toda a pele da bolha. O machucado que estava bem pequenininho, virou um machucado enorme porque ficou tudo exposto, com isso o incomodo aumentou muito.

Eu pensaria duas vezes antes de usar esse tipo de curativo. Se você precisar cobrir um machucado para colocar um sapato, ele tem uma eficácia enorme (por isso esse tipo de produto é tão eficiente para os tri-atletas, eles precisam proteger as bolhas e ferimentos nos pés para que tenham o mínimo de desconforto possível durante a prática da modalidade). Porém na hora de retirar o prejuízo é grande.

juliana

35 anos, Paulistana de coração há 14 anos. Analista Financeiro, mãe de 2 lindezas. Já treinou Vôlei, Tae Kwon Do, tentou natação, judô, tem a...

>> Veja mais posts dessa autora

Há pouco mais de 1 ano eu fiz um post filosofando sobre a máxima “corpo são, mente sã” e continuo buscando essa plenitude. Tá, claro que em algumas fases estou mais focada nisso do que em outras, mas quem não é assim, não é mesmo?

Eu sou uma pessoa do tipo “agoniada”, me manda ficar quieta por 5 minutos, de olhos fechados e pronto, parece que algo dentro de mim começa a pegar fogo. Teve uma época da minha vida que resolvi fazer acupuntura para me auxiliar em um tratamento de saúde. Minha nossa! Eu quase pirava durante as sessões. O fato de não poder me mexer, a música calma…era um desespero dentro de mim.

Pois bem, durante as férias das minhas filhas me peguei sofrendo de “excesso de trabalho mental”, sei lá se tem nome específico pra isso. Só sei que eu passava o dia fazendo planos na minha cabeça, não conseguia executá-los e ficava pensando e pensando….e pensando o dia todo em coisas que me deixavam mentalmente cansada. À noite estava só o bagaço, aí lembrei que a Eri (nossa Japão) comentou no vídeo de retrospectivas sobre a meditação e fiquei com vontade de saber mais sobre o assunto.

Nesse meio tempo tive a oportunidade de conhecer a Dra. Priscila Nunes de Souza Pitt, especialista em meditação. Expliquei pra ela sobre meu interesse em saber mais sobre o assunto e ela me mandou algumas informações iniciais sobre o ato de meditar para que eu pudesse compartilhar com vocês (e tentar me animar a praticar a meditação) 🙂

Mas o que é Meditação? Segundo a Dra. Priscila Pitt, meditar é sentar (ou até mesmo andar, ou viver) na CALMA, no PRESENTE. É aprender a estar consigo nas 24 horas do seu dia, mesmo que tudo esteja um caos na sua vida, pois o mundo não para e está sempre nos exigindo mais, como podemos observar atualmente. Estamos sempre estressados, preocupados, ansiosos, deprimidos, sempre tentando lidar com a enorme quantidade de coisas que passa pela nossa mente e influencia nossa vida.

E como fazer isto, se sento pra meditar e não consigo parar de pensar? Quais as dificuldades na meditação? A Dra. Priscila Pitt menciona que primeiro é necessário entender a natureza da mente, que é agitada, ilusória, insaciável e inconstante, ou seja, é normal que todos encontrem dificuldade para meditar. A mente nos domina na maioria das vezes, e por conta desta falta de controle  sobre ela é que deixamos de ser felizes em muitos momentos. Podemos comparar a nossa mente com um turbilhão. Remoemos as mesmas coisas, as mesmas fantasias, os mesmos pesares, as mesmas esperanças e os mesmos medos como um disco arranhado. Isto gera muita confusão interna, e esta falta de tranquilidade é que nos adoece, nos traz angustias e infelicidade.

A partir do momento que tomamos consciência deste processo, de que temos dentro de nós um carrossel mental, podemos olhar de uma forma diferente. Seremos espectadores dos nossos pensamentos, enxergando-os como se estivessem numa tela de Televisão sem nos deixar envolver por aqueles sentimentos que eles nos causam, e assim aquele turbilhão mental vai passar e fluir. Sim, meditar é um caminho de dedicação, pois é um treino DIÁRIO do “estar consigo”, o que as vezes é difícil, pois temos que encarar nosso barulho interno. Durante toda a vida fomos ensinados a “viver para fora”, a nos distrair com o exterior, mas esquecemos que, ao olhar para dentro de nós, estaremos nos libertando, pois iremos entrar em contato com nosso EU MAIOR e desapegar do que não nos serve mais. Quando falamos em EU MAIOR estamos dizendo que na verdade não somos o que pensamos, ou seja, não somos nossos pensamentos, mas sim, nossos pensamentos fazem parte de nós. Assim como num espelho, a forma e o reflexo se observam, você não é o reflexo, mas o reflexo é você.

A Dra. Priscila Pitt fala ainda sobre a importância da respiração, que é a nossa âncora, já que nossa mente pensa em tantas coisas ao mesmo tempo, e nos leva para lá e para cá. Temos que ter algo que nos traga de volta para o agora, e esta é a função da respiração. Ela é o vazio, o etéreo, e este vazio purifica a mente, e no vazio da mente, penetra a luz, diz a especialista.

Vocês gostaram do tema? Eu estou com a ideia de investir um pouco do meu tempo em tirar esse “bloqueio” com a quietude do corpo e da mente e aprender a meditar. Quero conferir de perto os benefícios da meditação. E vocês? Em breve darei sequência aos posts sobre a meditação falando um pouco mais sobre os benefícios da prática.

Se tiverem alguma dúvida adicional sobre a meditação, deixem nos comentários que entraremos em contato com a Dra. Priscila para nos auxiliar com as respostas 😉

 

Sobre a Dra. Priscila Nunes de Souza Pitt

Biomédica doutora em acupuntura pela World Federation of Acupuncture-Moxabustion Societies WFAS. Especialista em meditação, massoterapia, florais, fitoterapia chinesa e brasileira e reiki. Atua na área desde 1999.

 

juliana

35 anos, Paulistana de coração há 14 anos. Analista Financeiro, mãe de 2 lindezas. Já treinou Vôlei, Tae Kwon Do, tentou natação, judô, tem a...

>> Veja mais posts dessa autora

Que delícia escrever esse post! Desde que comecei os preparativos para o meu casamento, pensamos em realizar um evento em parceria com a Paper Heart Eventos, para conversarmos com noivas sobre a ideia de perseguir o “corpo perfeito para o vestido” e sobre a loucura que isso pode se tornar. A gente acredita que ninguém tem que fazer dieta para servir em um vestido, muito menos sofrer por isso. Querer emagrecer e procurar uma vida saudável sim, mas nunca por conta de um padrão imposto pra gente. É essa a nossa filosofia por aqui, então por que não reunir um time incrível para conversarmos sobre isso, né?

O evento

Nosso encontro acontecerá dia 01/04/2017, pela manhã. Teremos um gostoso bate-papo com a Dani Balhes, personal trainer,  e a Carolina Marchesinutricionista. Vamos falar sobre a rotina de exercícios  e alimentação pré-casamento, cuidados que precisam ser tomados e sobre bem-estar para a vida. O casamento costuma ser uma época de mudanças significativas na nossa vida, é hora de se cuidar para estar bem para essa nova fase.

Um pouco do que teremos para o seu casamento: Assessoria Paper Heart, vestidos Dani Vidiz, cabine fotográfica Viu.vc e letras luminosas Maná Studios.

Depois, é hora de falarmos de casamento! Tem assunto mais gostoso para noiva? Tem não, se eu pudesse só falava disso nos últimos meses. Hehehe.
Teremos vestidos lindos da Daniela Vidiz para serem experimentados (a Dani estará lá, você poderá conversar com ela para pensar em qual vestido se adequa melhor à você), acessórios de cabelo, maquiagem, docinhos, fotografia, filmagem, letreiros luminosos, impressão de fotografia, sapatos e muito mais. Teremos algumas surpresas para as participantes, será uma manhã realmente especial. <3

Parceiros

Reunimos um time maravilhoso para, depois de falarmos sobre a saúde da noiva, falarmos também de casamento, é claro! Dá uma olhada na lista:

Inscrições

Quer participar? É bem simples: basta preencher o formulário abaixo. As vagas são limitadas e o preenchimento do formulário não garante a participação, entraremos em contato confirmando se ainda há vagas, ok?

Yay, estamos mega animadas! Nos vemos lá! <3

ana

32 anos, do ABC Paulista, diretora de arte. Já nadou, jogou futebol, correu, praticou musculação... Mantém a disposição se alimentando bem e se mexendo regularmente.

>> Veja mais posts dessa autora

Em fevereiro tiramos um dia inteiro para fazer gravações para o canal, então achei que seria legal mostrar um pouco dos bastidores desse dia. Assim, eis o vlog de um dia de gravações!

Geralmente os dias de gravação são super corridos, mesmo quando somos só nós três participando dos vídeos. Nesse dia a Erica não conseguiu folga do trabalho, mas tivemos participação de duas convidadas super queridas:

Ju entrevistando a Carol Spera e a Andréia Braga. 🙂

ana

32 anos, do ABC Paulista, diretora de arte. Já nadou, jogou futebol, correu, praticou musculação... Mantém a disposição se alimentando bem e se mexendo regularmente.

>> Veja mais posts dessa autora