Quem acompanha o Acordei Disposta lá no Instagram tem me aguentado falar sobre o Whole 30, um “desafio” que resolvi fazer comigo mesmo [PAUSA 1] Estou fazendo o Whole 30 em conjunto com a Anni, cada um de jeito, mas na hora que bate uma vontade de comer algo diferente, a gente troca uns #mimimis [DESPAUSA]  para dar uma sacudida no meu metabolismo e ver se consigo sair desse platô do caramba onde não consigo perder os quilos extras nem a pau [PAUSA 2] Esqueçam o termo “estou gorda” para os quilos extras. No meu caso uma coisa não tem nada a ver com a outra, ok? É que estou no meu maior peso da vida (sem estar grávida) e isso está incomodando muito, coluna sofre, pé sofre, canela sofre…cada corpo, um corpo [DESPAUSA].

Eu sou totalmente avoada quando se fala de dieta, dieta da moda, mania nova das pessoas…eu nunca liguei pra isso. Quando povo corta glúten, lactose, blá blá blá…eu busco entender a parte nutricional da coisa. Tipo, muita gente tem intolerância a lactose, o glúten às vezes causa um processo inflamatório no organismos….e por aí vai. As dietas que fiz nunca foram extremistas. Aí você se pergunta: e por que você está fazendo o Whole 30? Conheci o whole 30 através da Bruna. Tentamos fazer o Whole 30 com a Bruna (eu, Anni, Carô e Eri) no ano passado, mas arregamos na primeira semana. Bruna fez bonitinho e perdeu 5 kg. Passou! Aí papo vai, papo vem, resolvi ficar sem beber por 1 mês até o carnaval, aí entrou o assunto do Whole 30 no meio e só sei que eu e Anni resolvemos começar essa bagaça.

Mas o que é esse tal Whole 30?

Ela foi desenvolvida por um casal (que já atuaram na área de nutrição esportiva, anatomia e fisioterapia) e é um programa alimentar que tem por objetivo reajustar o metabolismo e remodelar o relacionamento que as pessoas possuem com os alimentos.

Qual o objetivo do Whole 30?

O Whole 30 tem por objetivo a exclusão total de um grupo de alimentos, pois eles podem estar por trás de problemas como diminuição na energia, dores sem explicação, dificuldades para emagrecer (eu todinha, afe!) e insucesso no tratamento com remédios para problemas com infertilidade, problemas de pele, doenças digestivas e alergias periódicas (a Rafaaaaaa).

A proposta é ficar um mês sem alguns tipos de alimentos para que o corpo se recupere.

Quais são os alimentos proibidos no Whole 30? 

  • Todos os produtos industrializados (nada de sem glúten, sem lactose…nada que tenha que abrir o pacotinho)
  • Açúcar adicionado: xilitol, mel, xarope de ácer, néctar de agave, néctar de coco, stevia, splenda, etc…
  • Grãos: trigo, centeio, cevada, aveia, milho, arroz, painço, triguilho, sorgo, amaranto, trigo, sarraceno, grãos germinados, quinoa e outros grãos
  • Legumes: feijões, soja, ervilha, grão de bico, lentilhas, edamame, amendoins
  • Laticínios: nada que venha do leite da vaca, cabra e ovelha (queijo, kefir, iogurte, etc)
  • Vinagres: que possuam açúcar adicionado e vinagre de malte
  • Itens compostos por carrageina, glutamato monossódico e sulfitos (isso aqui gente, o ideial é excluir da vida!)
  • Sem dia do lixo
  • Álcool 
  • Cigarro

O que pode comer durante o Whole 30?

Foto “salada com bacon”, by Shutterstock

  • Proteínas: pode comer todas. Frutos do mar, carnes vermelhas, carnes brancas, ovos e carnes processadas (bacon, linguiça e frios artesanais – que não sejam industrializados).
  • Vegetais: abóbora, abobrinha, acelga, agrião, alcachofra (com moderação), alface, alho, alho poró, aspargos, batata doce, berinjela (com moderação), beterraba, brócolis, brócolis ninja, brotos (com moderação), cará, cebola, cenouras, cogumelos (com moderação), couve, couve de bruxelas, couve flor, erva doce, ervilha torta (com moderação), espinafre, inhame, mandioca, mandioquinha (com moderação), pepino, pimentão, quiabo (com moderação), rabanete (com moderação), repolho, rúcula, salsão ou aipo (com moderação), tomate, vagem (com moderação).
  • Frutas: abacaxi (com moderação), ameixa, amora, banana (com moderação), cereja, damasco, grapefruit, figo (com moderação), framboesa, frutas exóticas (com moderação), kiwi, laranja (com moderação), limão (com moderação), maçã (com moderação), mamão (com moderação), manga (com moderação), melão, melancia (com moderação), mirtilo, morango, nectarina (com moderação), pêssego (com moderação), pera (com moderação), romã (com moderação), tangerina (com moderação), uva (com moderação), limitar frutas secas.
  • Gorduras: 
    • para cozinhar: azeite de oliva extra virgem, ghee (manteiga de garrafa), gordura animal, manteira clarificada, óleo de oco
    • para consumo: abacate, avelãs, azeitonas, castanha de caju, coco, leite de coco, macadâmia, óleo de coco
    • ocasionalmente: amêndoas, castanha do pará, pecãs, pistache
    • limitar: gergelim, linhaça, nozes, pinholes, sementes de abóbora, sementes de girassol

Comentários:

  • A dieta fala mais sobre a mudança da composição corporal do que em peso propriamente dito. Eles falam para não se pesar o tempo todo, pesar no início e no fim do programa. Eu estou tirando uma foto minha a cada semana para fazer a comparação e tenho corrido da balança.
  • Os alimentos permitidos não devem ser consumidos de forma livre. A ideia é comer lentamente até estar saciado e voltar a comer quando sentir fome novamente. Identificar se é fome ou vontade de comer. Na hora de montar o prato, coloque 2 porções de proteína onde cada bife seja do tamanho da palma da sua mão. Complete o prato com os demais alimentos.
  • Eu reduzi o carboidrato também, como apenas em uma refeição uma porção pequena. Dou preferência ao inhame ou o cará porque adoro.
  • Linguiças são permitidas, porém a maioria das linguiças industrializadas possuem sulfito (e sulfato), então cuidado! Eu cortei da minha lista de produtos permitidos.
  • A Anni deu a dica que no Pinterest tem uma ideias de pratos para o Whole 30. Vão lá conferir porque tem uns pratos de comer com os olhos.

Estou fazendo a dieta há 2 semanas e consigo notar muita diferença na região da barriga. O “toicinho” que tenho abaixo do meu bumbum, ainda não sumiu 🙁

Eu não sinto dor de cabeça, dor de barriga, indisposição, nada. Estou super bem, diria que até mais disposta. Não tenho faltado treino e a dieta não baixou meu rendimento.

A parte mais difícil pra mim no começo foi ficar sem a pipoca, pois eu tinha o hábito de comer pipoca (e muita) quando estava com vontade de mastigar. Agora se me bate uma vontade de mastigar, eu como alguns pedacinhos de coco e já paro. Como meu paladar é salgado, não sinto falta de doce e consigo não exagerar no coco.

Duas semanas depois de iniciar, estou decidida a continuar com alguns hábitos para manter o shape. Ou vai desgringolar tudo :p

Se vocês tiverem alguma dúvida adicional sobre o Whole 30 ou quiserem deixar alguma dica nos comentários, vou amar!

Fonte: Café com Manteiga e Mundo Boa Forma

juliana

35 anos, Paulistana de coração há 14 anos. Analista Financeiro, mãe de 2 lindezas. Já treinou Vôlei, Tae Kwon Do, tentou natação, judô, tem a...

>> Veja mais posts dessa autora

O vídeo de hoje tem a coletiva de imprensa que rolou no CT do São Paulo sobre a Tricolor Run. Espero que gostem 🙂

 

juliana

35 anos, Paulistana de coração há 14 anos. Analista Financeiro, mãe de 2 lindezas. Já treinou Vôlei, Tae Kwon Do, tentou natação, judô, tem a...

>> Veja mais posts dessa autora

E depois dos chinelos slides, lá vamos nós para mais um post de moda polêmica! A-DO-RO
Antes de prosseguir, uma foto da minha adolescência que foi resgatada dos arquivos só para mostrar o item “fashion” que estou falando.

Remember the Magic! Essa sou eu na Disney em 1997 (só usei pochete nessa viagem). Agora faça as contas. hahahahhaha

Com a chegada de fevereiro e do carnavalaloooow, já temos blocos de rua! – um item das #modasretrô que já mostrava as caras por aí finalmente apareceu de vez: a pochete. E quando digo “apareceu de vez”, me refiro para nós, moças trabalhadoras, pois há tempos que a danada tem desfilado nas semanas de moda daqui e da gringa.

Da mesma forma que os chinelos slides, meu nariz torceu feeeeio ao ver as imagens que começaram a circular pelo meu feed (DAFUQ, pochete?). Mas a bichinha foi tão repaginada, atualizada e melhorada, que preciso confessar simpatia (ok, amôzinho) por alguns exemplares. E sabe por quê?
Hoje, encontramos modelos que vão muito além daquele trambolho horroroso que o tiozão adora. E (pasmem!) podem até dar um charminho no seu #lookdodia.

Vai dizer que você não usaria nenhum desses modelos!

Convenhamos que a pochete ganha pela praticidade e segurança na hora de dar aquela saidinha rápida, e é muito melhor usá-las em viagens, shows, baladas, festivais e festas populares (como o carnaval) do que a bolsa tradicional.

Onde encontrar?

No Brasil ainda é um pouco difícil encontrar modelos que fogem do brega (#prontofalei), do esportivo ou lúdico. Confesso que penei um pouco pra achar, viu? Alôôô, fica a dica para as marcas brasileiras! Por isso fiz um mix de casual + lúdico + esportivo do que achei sucesso nas minhas andanças pela internet. Bora ver?

1. Egrey
2. POCH (FARM Rio)
3. Agora que sou rica
4. NikeLab
5. Osklen
6. FARM Rio
7. Melissa
8. Acorda

9. Dai Bags
10. Dai Bags
11. Dai Bags
12. Sarah Chofakian
13. FARM Rio
14. POCH – pochetes muito lindinhas e perfeitas para o carnaval. Não coloquei o preço dela, mas você pode pedir por inbox na página da marca no Facebook. 😉
15. Davó

E aí, vai aderir?

erica

36 anos, de São Paulo, gestora de moda. Filha de pai japonês e mãe nordestina (Pi), é paulistana de nascença, mas já morou em Manaus,...

>> Veja mais posts dessa autora

A Eri e a Ju resolveram experimentar alguns lanches e eu fiquei só atrás da câmera, sem ganhar nada! Mentira, elas até que me deram uma coisinha ou outra. ;p

Dá uma olhada nos lanches que elas experimentaram:

Smoothie, cookies, drágeas, barrinha de cereal, cocada e snack de farelo de aveia e chia

Você já comeu algum desses produtos? Gostou? Tem indicação de outros? Conta tudo, queremos saber!

ana

32 anos, do ABC Paulista, diretora de arte. Já nadou, jogou futebol, correu, praticou musculação... Mantém a disposição se alimentando bem e se mexendo regularmente.

>> Veja mais posts dessa autora

Alooow que o ano mal começou e já está cheio de novidades! E nós listamos algumas pra vocês. Rumbora conferir?

SUUNTO: Relógio Spartan Sport Wrist HR

2017 começou com uma supernovidade no mercado de relógios esportivos, o lançamento do Spartan Sport Wrist HR, o primeiro relógio GPS com monitoramento cardíaco ótico no pulso, da Suunto. O Spartan Sport Wrist HR complementa a coleção Suunto Spartan que foi lançada no verão de 2016, com um design mais robusto e as mesmas funções multi esporte .

O novo Spartan Sport Wrist HR utiliza a medição biométrica patenteada PerformTek da Valencell, indústria líder em precisão de tecnologia de sensores. Com o crescimento da demanda de soluções práticas para monitoramento de esportes, a Suunto se esforçou para combinar a conveniência de um monitoramento cardíaco ótico junto com a expertise em esportes e precisão de GPS da Suunto, incluindo a possibilidade de usar o relógio com monitoramento cardíaco tradicional quando for preciso.

Imagem: Divulgação

O Suunto Spartan Sport Wrist HR é parte da solução Suunto Spartan e se beneficia das ferramentas disponíveis no Suunto Movescount e no App da Movescount.

O Spartan Sport Wrist HR será lançado nas cores: Preta, Azul e Sakura (rosa claro) e estará disponível no Outono de 2017 (avisaremos por aqui, lolologico!).

Triton Eyewear: Novos modelos de óculos/Verão 2017

Para este verão quentíssimo e com um sol para cada um, a Triton Eyewear traz óculos coloridos, espelhados, estampados e em metal. Tudo acompanhando as últimas tendências de moda para a estação.

Disponíveis online em: www.tritoneyewear.com.br

Chilli Beans: Coleção Chilli Beans Night Surf

A Chilli Beans começa o ano com a Night Surf, coleção cuja inspiração é o lifestyle que o surf e a praia proporcionam.

Imagem: Divulgação

É uma coleção repleta de materiais naturais, como madeira e cortiça, que remetem às pranchas Alaias antigas. O mar também é referência, emprestando textura de conchas e de areia às hastes de óculos e displays de relógio. A coleção teve lançamento exclusivo na Casa Neuronha, em Fernando de Noronha, na primeira semana de janeiro, com uma festa temática “Night Surf”, no Bar do Meio, durante o aniversário do ator Paulo Vilhena. Além de diversas ativações nas praias de todo Brasil durante o mês de janeiro. SONHO!

Um dos modelos de óculos, usa lascas de madeira das Alaias, do shaper Rodrigo Matsuda, da Lasca Surfboard, prensadas na haste. Outro produto da coleção, traz um cristal incrustado na peça. Cristal esse, assinado pela documentarista e designer Céline Cousteau para Swarovski. Céline é neta do lendário pesquisador dos mares, Jacques-Yves Cousteau, responsável por democratizar o acesso ao fundo do mar, na invenção de equipamentos ou por suas imagens exclusivas de documentarista. Os óculos ‘Shark’, tem na haste uma bela mordida de tubarão.

Disponíveis online em: loja.chillibeans.com.br/Night-Surf

Mizuno: tênis Mizuno Prophecy 6 NOVA

Para este começo de ano, a Mizuno trouxe uma grande novidade aos corredores, o lançamento do Prophecy 6 NOVA, edição especial de um dos maiores sucessos da Mizuno no Brasil.

Abaixo o tênis no escuro (imagem: Divulgação)

O Prophecy NOVA teve criação inspirada no fenômeno  Supernova conhecido por gerar grandes efeitos luminosos. A Mizuno apresenta no calçado um cabedal com refletivos iridescentes que rementem aos raios de luz ultra coloridos. O maior destaque do tênis é a nova tecnologia Infinity Wave, totalmente redesenhada para que toda a pressão gerada pelo impacto ao solo seja distribuída uniformemente em cada passada. Essa novidade também garante conforto extra e máximo amortecimento.
A edição especial do Prophecy 6 também é indicada para treinos de alta quilometragem. E o seu cabedal foi construído com materiais tecnológicos que permitem a interação perfeita do calçado com os movimentos dos pés.

O tênis já está à venda em alguns e-commerces e a partir de fevereiro, estará disponível em lojas selecionadas nas principais cidades do Brasil.

Preço: R$ 1.299,99
Disponível online em: centauro.com.br (feminino)
Disponível online em: centauro.com.br (masculino)

Nike: Metcon, Air Zoom Vomero 12, Free RN Distance 2 e Elite 9

Nike Metcon

Imagem: Divulgação

Lançado há três anos, o Metcon ficou conhecido como um tênis que garante força e estabilidade até nos treinos mais exigentes. Agora, a família Metcon ganha novos integrantes: Nike Metcon DSX Flyknit e Nike Metcon 3.

NIKE METCON DSX FLYKNIT

O design do novo Nike Metcon DSX Flyknit assegura estabilidade e resistência para tolerar peso e carga intermediários. Além disso, ele oferece mais amortecimento e conforto para treinos de distância, força e treinos multifuncionais.

Preço: R$ 699,90
​Disponível online​ ​em: ​nike.com.br

NIKE METCON 3

Imagem: Divulgação

O Metcon 3 tem uma plataforma plana e forte que aumenta a estabilidade para agachamentos, saltos e arrancadas explosivas. A elevação de 4mm é a mais baixa da família Metcon, o que representa mais sustentação para pesos e cargas elevados. O novo cabedal de malha balística, com trama de termopoliuretano, é mais durável, leve, flexível e ventilado. O design é estruturado para garantir tanto a firmeza no calcanhar, aguentando a pressão dos levantamentos, quanto a flexibilidade macia na região dianteira dos pés, onde amortecimento e conforto são mais necessários.

Preço: R$ 549,90
Disponível online em: nike.com.br

Nike Air Zoom Vomero 12

Imagem: Divulgação

Percorrer uma distância maior é certamente um dos principais objetivos de quem pretende se superar. Pensando nisso, a Nike apresenta a nova versão de um dos seus principais modelos, o Air Zoom Vomero 12, indicado para médias e longas distâncias.

Os grandes destaques são a espuma Lunarlon, totalmente renovada, garantindo maciez e conforto, e o solado em borracha que proporciona mais leveza. As famosas cápsulas Air Zoom, que amortecem o impacto e impulsionam a passada, estão presentes no calcanhar e médio-pé. Isso garante uma maior resposta e melhora a performance dos corredores. Carô está testando ele e jajá terá review no nosso canal. 🙂

Preço: R$ 599,90
Disponível online em: nike.com.br

Nike Free RN Distance 2

O Free RN Distance 2 conta com o solado da família Free, altamente flexível em diversas direções, permitindo o movimento natural aos pés, além de espuma Lunarlon que proporciona mais amortecimento e absorção de impacto das passadas.

Preço: R$ 499,90
Disponível online em: nike.com.br

Nike Air Zoom Elite 9

O Nike Air Zoom Elite 9 é ideal para quem quer baixar o pace. O cabedal em Flymesh garante maior ventilação e leveza. O solado ultrafino e responsivo é outro ponto forte do produto, assim como a cápsula de ar no médio-pé, que oferece amortecimento e resposta rápida.

Preço: R$ 549,90
Disponível online em: nike.com.br

erica

36 anos, de São Paulo, gestora de moda. Filha de pai japonês e mãe nordestina (Pi), é paulistana de nascença, mas já morou em Manaus,...

>> Veja mais posts dessa autora

Sempre tem aquela coisinha que irrita todo mundo na academia, né? Simbora falar delas e dar umas risadas. 🙂

ana

32 anos, do ABC Paulista, diretora de arte. Já nadou, jogou futebol, correu, praticou musculação... Mantém a disposição se alimentando bem e se mexendo regularmente.

>> Veja mais posts dessa autora